Menu

Patrick Negri Patrick Negri

Empreendedor, desenvolvedor e hustler. CEO da iugu. Este blog é sobre o mercado de startups e empreendedorismo.

Receba minhas atualizações via email

Aguarde

Você irá receber minhas atualizações!

Sistemas operacionais, não do tipo que você imagina.

Quero falar rapidamente de algo que mudou a minha vida. É algo que separa o Patrick microempreendedor, criador de empresas de no máximo 30k de receita mês, do empreendedor de hoje.

Brincadeiras a parte, existem muitas pessoas que leem notícias, e murmuram que foi fácil, pura sorte ou da noite para o dia. Foi da noite para o dia, mas levou 18 anos para isso.

Na verdade, os últimos anos foram bem interessantes para mim. Aconteceram uma série de eventos que praticamente me forjaram como empreendedor.

Falhar fazia parte da rotina – leia-se resiliente -, fracassar não era uma opção.

Foi justamente durante uma destas falhas que acabei recebendo ajuda de um de meus investidores (Renato Fairbanks). Ele estava realizando um programa dentro da Kauffman Foundation e sugeriu que eu fizesse um curso chamado Startup CEO.

Era o lançamento da plataforma educativa NovoEd, iniciativa deles também. Uma espécie de vídeo aula gravada préviamente, porém com iteração em grupo e seções de QA com o próprio Matt Blumberg, escritor do Startup CEO.

Acabei fazendo outros cursos nesta plataforma e tive iterações com Brad Feld e outros nomes conhecidos.

Eu precisava me organizar, havia uma quantidade gigantesca de informações passando por mim e eu precisava organizar isto de alguma forma. A primeira vez que ouvi falar de sistemas operacionais neste curso achei que fosse algo relacionado à software. Pouco tempo depois aprendi que era um framework para gerir uma empresa, e desde então aplico este framework no meu dia a dia.

O framework é simples, ele consiste em checar sistematicamente alguns pontos diariamente:

  • Estratégia. Estamos fazendo o suficiente para construir vantagem competitiva sustentável?
  • Plano. Temos o plano correto rodando para escalar receitas e lucros?
  • Mercado. Estou passando tempo o suficiente com meus clientes, parceiros e relacionados?
  • Pessoas. Temos as pessoas certas? Estamos investindo o suficiente no desenvolvimento delas?
  • Cultura. Este é um super lugar para trabalhar? Somos ágeis o suficiente?
  • Execução. Estamos executando o nosso plano? Se não estamos, qual o porque?
  • Investimentos. Temos dinheiro suficiente no banco? Por quanto tempo?
  • Conselho. Temos uma diretoria que precisamos? E nossos investidores e conselheiros? Temos uma rede onde possamos buscar respostas?
  • Eu. Estou fazendo tudo que posso para aprender e crescer como um líder?
  • Agora. O que é o mais importante neste exato momento da empresa?

Em adição ao framework, você deve construir uma planilha onde você centraliza todas as informações necessárias para responder as perguntas rapidamente.

Algumas dicas em como construir a sua planilha:

  • Separe cada área da empresa em uma aba e faça uma aba de resumo pegando informações destes lugares. Os responsáveis por cada área podem copiar e colar os dados diretamente nesta aba ou usando automação para preencher os dados.
  • Organize a cronologia de dados por colunas, sempre do mais novo para o mais antigo. Ao adicionar um novo mês você adiciona uma coluna nova no início da planilha, ao invés de ter de correr para o final para fazer o input de dados.
  • Não tente abraçar o mundo com todos os indicadores possíveis, comece com o básico e vá entendendo o que precisa a partir daí. Um erro comum é colocar um indicador que deveria ser da pessoa que está cuidando da área.

Segue um exemplo dos indicadores que a aba de resumo da minha planilha de sistema operacional cobrem. Se eu estivesse fazendo uma nova empresa, começaria com todos os itens da parte superior e apenas os que fizessem sentido dos itens na parte inferior.

Sugestão de itens para o framework de sistema operacional da empresa

Como prometido, referências:

O livro que deu origem ao curso da NovoEd – Startup CEO na Amazon

Um post falando a respeito do Startup CEO e da iniciativa da NovoEd na época – http://www.feld.com/archives/2014/01/startup-ceo-with-kauffman-fellows-academy.html

Provavelmente seria possível escrever um livro apenas sobre este assunto.

Espero ter ajudado a encontrar um caminho para quem está empreendendo e se sente um pouco intimidado com a quantidade de informações e decisões que precisam ser tomadas no dia a dia.

 

Comentários

Rômulo disse:

Excelente. Eu estava em busca de algo. É tanta informação que precisamos ter algo mais sistematizado.

Patrick disse:

Boa sorte na criação do seu sistema Rômulo.

Abs

Deixe uma resposta